Descubra como escolher o melhor óleo lubrificante para seu veículo ou máquina

Descubra como escolher o melhor óleo lubrificante para seu veículo ou máquina


O momento de escolher o óleo lubrificante para veículos com motor a DIESEL ou FLEX, costuma gerar dúvidas em muitas pessoas, afinal, não é qualquer produto disponível no mercado que é capaz de realmente garantir o desempenho e proteção adequados ao veículo.

Optar por um óleo lubrificante de qualidade para o seu veículo é fundamental para garantir a segurança e o desempenho do veículo e, portanto, os proprietários e os mecânicos devem, sim, ter atenção a esse item.

Pensando em ajudá-lo, preparamos este post com dicas sobre o tema e o que você deve considerar para escolher o melhor óleo lubrificante para motores. Continue a leitura para conferir todos os detalhes!

Por que escolher o melhor óleo lubrificante para motor diesel?

Inicialmente, é preciso entender qual é a real importância do óleo lubrificante. A sua função, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não se limita a apenas lubrificar as peças móveis do motor, como pistões e bielas.

Na realidade, óleo lubrificante é um item que conta com outras funções essenciais para o bom funcionamento do veículo, como as seguintes funcionalidades:

  • diminuir o desgaste das peças e a formação de borra;
  • refrigerar os componentes mais quentes;
  • minimizar o desgaste das peças;
  • vedar o motor contra uma possível passagem dos gases provenientes da combustão.

Além desses pontos, um óleo lubrificante de qualidade ainda garante mais tempo sem precisar trocar o óleo, sendo uma economia a longo prazo, uma vez que além de reduzir os gastos com óleo e filtro, ainda faz com que o veículo não precise ficar parado com frequência para realizar esse tipo de manutenção.

O que considerar para escolher o melhor óleo lubrificante para motor?

Agora que você já conhece a importância do óleo lubrificante, veja, a seguir, como escolher a melhor opção para o seu veículo.

Composição

Um ponto que deve ser observado é a composição do produto, uma vez que um bom óleo lubrificante deve conter determinados aditivos que garantem máxima performance em sua composição, como:

  • anticorrosivos;
  • antioxidantes;
  • antidesgastantes;
  • antiespumantes;
  • melhoradores de viscosidade;
  • detergentes.

Tipos

Além da composição, o tipo do óleo lubrificante utilizado no motor também é muito importante e, por essa razão, é preciso ter atenção a esse ponto no momento em que for escolher um produto. Atualmente, existem 3 tipos, são eles:

  • óleos sintéticos;
  • óleos minerais;
  • óleos semissintéticos.

O ideal, para escolher o tipo de óleo lubrificante, é observar o que é recomendado pelo fabricante de cada veículo. Em geral, o óleo mais recomendado é o mineral, mas ele exige trocas com quilometragem menor que dos óleos sintéticos e semissintéticos.

Já os óleos sintéticos contam com periodicidade de trocas maior do que o óleo mineral, uma vez que proporcionam mais proteção contra depósito de resíduos (borra). No entanto, é recomendado associá-los a combustíveis de qualidade, a fim de preservar as suas propriedades.

De maneira geral, o óleo semissintético não é indicado, uma vez que se trata de uma mistura entre os óleos sintéticos e minerais e, por essa razão, pode comprometer o desempenho e gerar depósitos indesejáveis que podem causar prejuízos ao motor.

Viscosidade

Atualmente, os motores exigem a utilização de óleos multiviscosos, pois os óleos com esse tipo de viscosidade conseguem chegar rapidamente a todos os locais que necessitam de lubrificação no momento da partida do motor, em razão da sua alta fluidez mesmo em baixas temperaturas, o que minimiza os desgastes.

Em temperaturas mais altas, o lubrificante também deve manter a película de óleo na medida certa, com o objetivo de diminuir o contato entre as peças móveis do motor que trabalham em velocidades e temperaturas altas.

Dessa maneira, a viscosidade, de forma geral, melhora a durabilidade de todo o conjunto e, pelas razões apresentadas, a maior parte dos fabricantes de veículos do Brasil recomenda o uso de óleos multiviscosos.

Contudo, aos caminhões determinadas montadoras já recomendam modelos específicos a esse tipo de veículo e, portanto, o ideal é observar as orientações do fabricante.

Qualidade

Com o objetivo de garantir produtos de maior qualidade e verificar o rendimento dos lubrificantes disponíveis no mercado, diferentes empresas do ramo fazem testes de qualidade diversos.

Em geral, esse tipo de avaliação busca auferir a manutenção das propriedades do óleo, seu desgaste e os índices de oxidação — que ocorre, por exemplo, em razão da presença de contaminantes no óleo, como ácidos de combustão, e é capaz de causar o espessamento do óleo e, consequentemente, afetar a sua capacidade de lubrificar os itens do motor.

Já com relação ao desgaste do produto, os testes costumam ser feitos a fim de analisar a durabilidade do óleo e de suas propriedades. O que pode interferir nesse resultado é a presença de ácidos, fuligem ou outros contaminantes.

Especificações

Um bom óleo lubrificante para motor, deve atender a 3 especificações. Veja, a seguir, quais são elas!

Especificação da Sociedade dos Engenheiros Automotivos (SAE)

A SAE é uma especificação de viscosidade que determina a resistência do óleo aos escoamentos. Em geral, esse tipo de teste analisa os óleos de inverno, óleos de verão e óleos multiviscosos (uma espécie de combinação dos outros 2).

Especificação do Instituto Americano de Petróleo (API)

Já a API classifica o nível de desempenho do lubrificante levando em consideração o grau de rigidez das condições de trabalho. São classificados como motor C aqueles que funcionam a diesel. Além disso, há ainda uma segunda letra que se junta ao “C” e visa indicar os tipos de serviços que o motor é capaz de desempenhar.

Especificações de fábrica

Por fim, há as especificações de fábrica, que são aquelas que aparecem no manual de instruções da montadora dos veículos e que apresenta quais são os produtos recomendados para cada modelo.

Assim, o recomendado é olhar esse material a fim de consultar qual é o óleo lubrificante indicado especificamente para cada veículo, uma vez que as montadoras costumam realizar testes com frequência para indicarem o lubrificante com melhor desempenho para cada motor.

Agora que você já sabe como escolher o melhor óleo lubrificante para motor diesel, fique atento aos pontos que apresentamos e consulte as recomendações da montadora do veículo, uma vez que ao optar por produtos de baixa qualidade, problemas podem surgir e o desempenho do automóvel pode ser prejudicado — o que, consequentemente, é capaz até mesmo de afetar a sua credibilidade no serviço realizado.

Se você gostou deste post, compartilhe em suas redes sociais e ajude os seus amigos a descobrirem como escolher o melhor óleo lubrificante para motores!

 Receba Novidades